Santa lanolina da mãe que amamenta

Já se passaram 2 meses que a minha linda nasceu, ela está uma gorduchinha, mamando muito, como disse no último post que iria falar um pouco da minha experiência com a amamentação e a minha salvação que foi uma incrível pomadinha chamada lanolina.
Nos primeiros dois dias tudo ia muito bem, e o meu leite já estava descendo, aquele leite mais encorpado sabe?, doía e ardia bastante mais até aí nada porque com todos os outros 3 também foi assim, o que mudou foi a intensidade da dor e o tempo que estava demorando pra se tornar uma experiência agradável, como era o quarto bebe nem me preocupei em comprar a bendita pomadinha, o que poderia dar errado afinal? Doce ilusão, amamentar a Rebeca começou a se tornar insuportável, a forma que ela pegava o peito machucava de tal forma que só dela começar a chorar eu chorava junto, chegou ao ponto que comecei a cogitar a possibilidade de jogar esse trem de amamentação pela janela afinal ia realmente ser bem melhor uma mamadeirinha pra ela dormir e eu também, então fiz a minha demanda , (Mamadeira já, abaixo amamentar),  entre choro e batendo o pezinho no chão, e claro que o meu marido que já não é pai de primeira viajem nem nada e já aprendeu até de mais sobre esse lance de parto e amamentação me incentivou pra não desistir tão rápido, então ele sugeriu que eu tirasse com a bomba e desse na mamadeira, mais que depressa segui seu conselho e de forma exaustiva tirei leite dia e noite, enquanto ele dava a mamadeira, eu ia tirando com a bomba, ela dormia um pouco e já ia ela de novo com aquele boquinha linda procurando mais leite, então dava o peito menos machucado, passamos o fim de semana inteiro nessa luta, e no meio disso tudo lembrei da minha cunhada que também estava grávida e pedi a pomada, graças a Deus ela tinha, o que realmente gosto dessa pomada que além dela ajudar a curar não é preciso tirar a pomada e lavar bem os seios antes de amamentar, ela não é prejudicial pro bebe, pelo menos até agora ninguém reclamou de nenhum efeito colateral, paralelo a isso quando dava o banho de sol nela pela manhã, aproveitava o sol e deixava os mamilos pegar um bronzeado o que segunda a minha parteira ajuda muito, deveria na realidade ter feito isso alguns meses antes, mas…
passava também um pouco do meu próprio leite e deixava o máximo que podia sem tampar, tipo assim nada de visitas nas primeiras semanas eu ficava igual uma Índia rsrs 
A pomada que usei foi da marca Lansinoh minha cunhada comprou nos Estados Unidos, a bisnaga é bem grande, uma é muito mais que o suficiente. 







Outra marca parecida que também tem 100 % de Lanolina na formulla é a Lanidrat.


  Acho que consegui aprender algumas coisinhas sobre amamentação, e espero que essas dicas possam ajudar alguém que assim como eu não caminhou pelos jardins floridos da maternidade.
Nem sempre o que parece ser simples é, e nem sempre é aquele bicho de 7 cabeças também, só dá pra saber se algo vai dar certo ou não se tentarmos, certo?, ter um segundo plano muito perto do primeiro nem sempre vai ser uma boa opção, então não se desespere como euzinha e já grite por uma mamadeira com formula, elas definitivamente não são a melhor solução, ainda que em vários casos elas podem ter salvo vidas, não pode se tornar uma regra, e serem vistas como o alimento perfeito, o melhor para um “filhote” de ser humano é o leite  materno humano assim que como o melhor pro bezerro é o leite de vaca, e por favor meninas que não amamentaram por qualquer motivo, não se sintam ofendidas, ainda que eu tivesse chutado o balde essa seria a minha opinião, ainda que amamentar seja algo perfeitamente natural, muitas vezes é preciso de um preparo que talvez as nossas mães e avós não precisaram ter, afinal de contas na época delas o apelo pelo leite artificial era menor, e a ideia da mulher ser vista apenas como um objeto sexual é um mal que a nossa geração tem que lidar e como  mulheres podemos ser lindas e sensuais para nossos maridos, mas é preciso uma renovação na mente para entender que o mesmo corpo que dá e recebe prazer é o corpo que alimenta e acalenta uma criança, temos que arrastar os nossos maridos para conhecerem um universo lindo que é uma família que se rende a cumprir uma missão que passa bem longe do egoísmo, e te leva a ver a vida além do próprio umbigo e nada melhor do que um filho pra ensinar isso, o caminho não é fácil mas é muito gratificante, eu acredito que realmente os frutos desse esforço são para vida inteira, é a saúde dos nossos filho, esses meses iniciais com todas as adaptações parecem eternos, mas são bem mais rápidos do que a gente imagina, acho que o corpo de mãe fica super preparado pra todo esse vendaval, o que se torna bem mais difícil é, pular essa etapa, se agarrar no que é cómodo e o que a sociedade dita, e depois viver com uma criança doente, não que toda gripe que nossos filhos pegarem agora vai ser culpa da mãe, longe disso, amamentei por pouco tempo o meu mais velho e hoje em dia ele é o que menos fica doente, não estou falando de tentar decifrar uma formula onde o resultado vai ser sempre igual pra todas as mulheres, mas que tal ao invés de termos medos de confrontar a nós mesmos não paramos pra refletir, por favor reflexão apenas, nada de pegar o chicote da culpa, do medo, das neuras e começar a dar nas costas, que tal abrirmos livros, conversarmos com mulheres experientes e sábias, que tal tirar o bico da cara e encararmos de frente, se preparar com unhas e dentes pra criar os nossos pequenos e ir com a maré quando o nosso coração sentir paz e remar com todas as nossas forças quando algo parecer estranho ainda que esses conselhos venham da boca de quem deveria entender do assunto.
Amo vocês, mães guerreiras que depois de ler isso ainda que incrédulas na própria capacidade do seu corpo irão se levantar e aceitar esse desafio, gente linda vamos buscar ajuda sim, recentemente vi um video de um filme que vão lançar em breve que me fez chorar, o trailler está no Vimeo e o nome do filme é Bottled Up Sizzle
Para aquelas que estão nesse barco, precisando, dá um grito, estamos juntas nessa


Beijos no coração
Keila



Anúncios

Um comentário em “Santa lanolina da mãe que amamenta

  1. Agradeço a Deus por ter colocado uma mulher tão sábia como você no meu caminho Keila e melhor, pelo privilegio de poder te chamar de amiga. Te amo mto

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s