Livros, bons livros, no melhor estilo romântico água com açúcar {Nicholas Sparks}

livors 1

Acho difícil que você não conheça Nicholas Sparks, tudo bem, por nome talvez não toque um sino, mas ele é autor de vários livros que deram vida aos melhores filmes românticos, na minha opnião.

Sabe aquele filme, Um  amor para recordar? é dele

um amor

Antiiiigo, e lindo, triste mas uma super lição de vida.

Sabe aquele outro filme? Diário de uma paixão? Então, é dele,também.

diario

Esse filme marcou o meu namoro com o meu marido, choramos muito no final do filme e ele prometeu me amar com aquele amor até ficarmos bem velhinhos.

Que romântico 🙂

Mas não é dos filmes, excelentes por sinal, que eu quero falar, e sim dos livros, na maioria das vezes eu lia o livro e depois via o filme, Diário de uma paixão eu vi o filme primeiro e quando li o livro achei o filme melhor, nos outros os filmes foram bons, mas os livros foram o máximo, me dava uma vontade de continuar lendo, que os personagens continuassem.

A linguagem dos livros são de fácil entendimento e as estórias sempre mexem muito com o mais íntimo, dá uma mistura de medo e coragem a cada capítulo, são obras de ficção, mas que te ajudam de forma indireta a ver a sua vida e a vida das pessoas ao seu redor com um outro olhar, a valorizar a vida em si.

No livro Um amor para recordar, Nicholas se inspirou na irmã que ainda jovem morreu de câncer, os outro livros não entrei a fundo, mas só esse fato já deixa a entender tamanha sensibilidade do autor.

Aqui vai a minha lista de livros, os que eu já li e recomendo:

A última música

AUltimaMusica_capa

“A vida  era bem parecida com uma música. No começo, há mistério, e no final, confirmação, mas é no meio que reside a emoção e faz com que a coisa toda valha a pena.”

Aos 17 anos, Verônica Miller, ou simplesmente Ronnie, vê sua vida virar de cabeça para baixo quando seus pais se divorciam e seu pai decide se mudar para a praia de Wrightsville, na Carolina do Norte. Três anos depois, ela continua magoada e distante dos pais, particularmente do pai. Entretanto, sua mãe decide que Ronnie e seus irmãos iriam passar as férias de verão com o pai na Carolina do Norte. É quando ela conhece Will, o garoto mais popular da cidade pelo qual se apaixona profundamente.

Querido-John

“Querido John”, dizia a carta que partiu um coração e transformou duas vidas para sempre… Com um futuro sem grandes perspectivas, ele, um jovem rebelde, decide alistar-se no exército após concluir o ensino médio. Durante sua licença, conhece a garota de seus sonhos, Savannah Lynn Curtis.

A atração mútua cresce rapidamente e logo se transforma em um tipo de amor que faz com que Savannah prometa esperá-lo concluir seus deveres militares. Porém ninguém previa o que estava para acontecer: os atentados de 11 de setembro mudariam suas vidas e a do mundo todo. E assim como muitos homens e mulheres corajosos, John deveria escolher entre seu país e seu amor por Savannah.

Poster Um Porto Seguro.indd

Sinopse

“Nos momentos mais difíceis, o amor é o único refúgio.”

Quando uma mulher misteriosa chamada Katie aparece repentinamente na pequena cidade de Southport, na Carolina do Norte, questionamentos são levantados sobre seu passado. Linda, mas discreta, Katie parece evitar laços pessoais formais até uma série de eventos levá-la a duas amizades relutantes: uma com Alex, o viúvo, com um coração maravilhoso e dois filhos pequenos, a outra com sua vizinha muito franca, Jo. Apesar de ser reservada, Katie começa a baixar a guarda lentamente, criando raízes nessa comunidade solícita e tornando-se próxima demais de Alex e de sua família.

Uma longa jornada

114066374_1GG

Aos 91 anos, com problemas de saúde e sozinho no mundo, Ira Levinson sofre um terrível acidente de carro. Enquanto luta para se manter consciente, a imagem de Ruth, sua amada esposa que morreu há nove anos, surge diante dele. Mesmo sabendo que é impossível que ela esteja ali, Ira se agarra a isso e relembra diversos momentos de sua longa vida em comum: o dia em que se conheceram, o casamento, o amor dela pela arte, os dias sombrios da Segunda Guerra Mundial e seus efeitos sobre eles e suas famílias. Perto dali, Sophia Danko, uma jovem estudante de história da arte, acompanha a melhor amiga a um rodeio. Lá, é assediada pelo ex-namorado e acaba sendo salva por Luke Collins, o caubói que acabou de vencer a competição. Ele e Sophia começam a conversar e logo percebem como é fácil estarem juntos. Luke é completamente diferente dos rapazes privilegiados da faculdade. Ele não mede esforços para ajudar a mãe e salvar a fazenda da família. Aos poucos, Sophia começa a descobrir um novo mundo e percebe que Luke talvez tenha o poder de reescrever o futuro que ela havia planejado. Isso se o terrível segredo que ele guarda não puser tudo a perder. Ira e Ruth. Luke e Sophia. Dois casais de gerações diferentes que o destino cuidará de unir, mostrando que, para além do desespero, da dificuldade e da morte, a força do amor sempre nos guia nesta longa jornada que é a vida.

Domingo passado assiti o filme O melhor de mim, de quem? de quem? meu amigo Nicholas, o meu marido escolheu o filme e quando eu vi que era dele, já preparei o lenço que eu sabia que iria chorar.

084964

O filme é bom, só achei que a versão jovem do casal não tinha nada haver com eles mais velhos, e a versão mais velho deles estava bem melhor em termos de aparência, um casa lindo, e fiquei pensando, provavelmente o livro deve ser melhor, mais intimo e profundo, entrou na lista de desejos.

Sinopse

Adolescentes, Amanda (Liana Liberato) e Dawson (Luke Bracey) se apaixonam. O pai da garota não aprova o relacionamento e, com o passar do tempo, os jovens acabam se afastando e tomando rumos diferentes. Duas décadas mais tarde um funeral faz com que os dois (Michelle Monaghan e James Marsden) voltem à cidade natal e se reencontrem. É o momento de ver se os sentimentos persistem e avaliar as decisões que tomaram na vida.

Amo ler e já teve fases da minha vida que lia mais de 6 livros por mês, claro que eu não tinha filhos, nem marido e nem cuidava de casa rsrsrs, minha mãe é assim devora todos os livros que passa pela frente nem bula de remédio escapa, estou lendo esse mês um livro ótimo, nada haver com os românticos de Nick (olha a intimidade).

Quem me roubou de mim do Padre Fábio

quem_me_roubou

Uma amiga que passou por uma situação bem difícil de abuso psicológico no casamento me sugeriu a leitura, segunda ela, toda mulher deveria ler, e tenho que concordar, uma leitura profunda, que te confronta de uma forma libertadora, a luz do evangelho, claro, ele é um Padre, achei a sobriedade do Padre Fábio em encarar algumas questões e conseguir ler a alma de uma mulher “sequestrada” incrível, fui marcando as partes que eu achava importante e tive que parar, por que estava riscando o livro todo, por aí você vê o nível.

Sinopse

‘Em Quem me roubou de mim?’ Padre Fábio de Melo aborda uma violência sutil que aflige muitas pessoas – o sequestro da subjetividade.
Essa expressão refere-se à privação que sofremos de nós mesmos quando estabelecemos com alguém, nas palavras do próprio autor, um vínculo que mina nossa capacidade de ser quem somos, de pensar por nós mesmos, de exercer nossa autonomia, de tomar decisões e exercer nossa liberdade de escolha.
Uma vez sequestrados, perdemos a capacidade de sonhar, ficamos impossibilitados de viver as realizações para as quais fomos feitos e não temos com quem reclamar. Precisamos, portanto, estar sempre atentos para que isso não nos aconteça pois, como escreve padre Fábio. Nenhuma relação humana está privada de se transformar em roubo, perda de identidade, ainda que as pessoas nos pareçam bem-intencionadas. Um só descuido e as relações podem evoluir para essa violência silenciosa. Basta que as pessoas se percam de seus referenciais, que confundam o amor com posse, que abram mão de suas identidades, e que se ausentem de si mesmas.

Ahh e olha a mordomia, enquanto o carro lavava, fui tomar um café e ler (chic, eu sei, contando os dias pra isso acontecer de novo 🙂 ) ostentação de mãe.

20150914_141604

Quais livros vocês leram e amaram?

Vou ali ler um cadinho e já volto

Beijos, Beijos Keila

Anúncios

Um comentário em “Livros, bons livros, no melhor estilo romântico água com açúcar {Nicholas Sparks}

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s