” Como ela consegue? ” O dia a dia x4

… Meu Deus a unha dessa criança tá imensa! Eu vou cortar, cadê o alicate? Achei. Menino volta aqui, se você colocar essa mão na boca vai ter vermes até a faculdade, ” ahhhh não quero cortar minha mão” Não é a mão são só as unhas! ” a tá, mas não corta essa aqui não tá?” Eu vou corta tudo ” minha mão nãooooo”

Sabe o que eu mais escuto nessa vida de mãe que Deus me deu? – Como é que você da conta de 4 crianças?

– É fácil, eu não dou conta, imagina a cara de icognita, como assim ela não dá conta? as crianças estão limpinhas e bem vestidas, são educadas e tirando a sombrancelha sem fazer e as unhas descascando ela tem uma cara ótima…

É libertador assumir que nem eu, nem você e nem ninguém dá conta, porque consegui conciliar todas as demandas de mãe, esposa, dona de casa e empreendedora 😉 é impossivel, o “dar conta” é relativo, tem dias que se resumi em:

Estão todos vivos, comeram o necessario, foram crianças? no dia seguinte, comeram saudável, se exercitaram e aprenderam coisas novas?  e tem dias que é pura superação, quer um exemplo de um dia feliz e com cara de comercial de Claybon ou cena de filme americano com uma pitada comica ?

” Acordamos por volta das 6:30, os 4 sairam correndo pela porta alguns vestidos decentemente, mas sem pentear os cabelos, um foi de pijama e a outra não pegou os sapatos, mas foi assim mesmo, veio um decendo as escadas correndo implorando que o pai esperasse, todos os dias eles compram pão na padaria juntos, e todos os dias tomamos café da manhã juntos, os 6, o papai foi trabalhar sabendo que nos veriamos a noite, no Rio, ainda me impressiona a confiança que ele deposita em mim, a viajem daqui pro Rio é de umas 2 horas, com direito a atravessar uma ponte grande e engarrafada, e pegar as vias expressas com gente educada sóquenãoooo, com os vidros fechados com medo de assalto 😦  pois bem, arrumei os 4, me arrumei, joguei um perfume no cangote e fiz uma make básica, coloquei um jeans confortável e blusa escura, iamos rodar meio mundo antes de pousar no Rio, tinha dentista, como de costume quando vou ao dentista com a Rebeca, comemos no shopping e ela brinca na área de recreação e esse era o plano só que um pouco mais elaborado, coloquei as “malas” no carro, 1 mochila para os 4, com roupas, 1 bolsa grande com sapatos, 1 bolsa pro pai e 1 a minha mochila com fraldas e produtos de higiene, com os anos fui ficando mais prática com a quantidade de bolsas que eu carrego, nunca fui muito exagerada nem quando eram menores, quase sempre funcionava “quase”, entramos no carro com almofadas e alguns brinquedos, no dentista todos sentaram com um gibi na mão, foi rápido, saímos em menos de meia hora, almoçamos no self service, sem muitos perrengues, andamos pelo shopping, fomos na recreação, compramos balas e deu a hora do cinema, tirando as 50 vezes por criança que fomos no banheiro, posso dizer que não teve estresse 😉 consegui tirar um cochilo durante o filme haha pra não dormir dirigindo depois, saímos do shopping pro Rio, no carro eles dormiram, chegamos na casa dos avós e eles brincaram, assistiram tv, comeram,tomaram banho e dormiram, coisa linda de se ver, eu estava cansada? sem dúvidas, estressada? não, faria tudo de novo? Yeap baby…

Mas… tem dias que são assim

” Marquei médico pros 4, na cidade vizinha uns 40 minutos de carro, já presentia m#rd@ com o perdão da palavra, o marido iria comigo, mas dispensei, pra que né? vai largar o trabalho a toa, afinal liguei a manhã inteira para o consultório e ninguém atendia, dei almoço e banho na cria, e fomos, coloquei um pacote de biscoito maisena na bolsa e o Ipad (nunca usei Ipad, video game ou dvd portátil, eles sempre ficam brincando ou desenhando, desse vez abri uma exceção pra nunca mais) cheguei no prédio e de fato o consultório estava fechado, desci alguns andares e fui fazer a unha, talvez depois do horário de almoço eles abrissem, consegui fazer a unha, com a porcaria do Ipad dando mais confusão do que o habitual, guardei na bolsa e fiz um mental note -nunca mais andar com essa porcaria pesada e causadora de increncas- saí do salão esperançosa, já tinha marcado a consulta a meses atrás tinha que dá certo, subi o elevador e o consultório estava aberto, entrei um pouco chateada porque tinha ligado tanto e ninguém tinha atendido, fui sentando as crianças, a secretária então soltou a bomba, o meu horário tinha sido na semana anterior, eles tinham me ligado sem sucesso, pausa para um ahhhhh @#$%^&*()GVTF@#$%^ mentalmente, como assim? fui ficando tão irritada, chateada, frustrada e tudo que você imaginar, fui extremamente mau educada, até onde eu me lembre nunca tinha tratado alguém mau assim, saí bufando, só não xinguei porque não tenho o hábito mas ofendi a secretária, ah! e esqueci de mencionar que assim que entramos no elevador as crianças pisaram no meu pé e estragaram a minha unha do pé e em seguida estraguei a da mão pra puxar a criança pura que se arrastou no chão imundo do elevador achando que era sei lá o que,entrei no estacionamento do supermercado, meu carro tava lá, como preciso consumir algo pra não pagar o estacionamento, comprei umas coisinhas, uma mãe de 2 super bem intencionada me perguntou como eu dava conta de 4, oh céus, hoje não, pensei, vou me rasgar toda de ódio, pensei, vou cantar let it go com uma barra de chocolate na boca chorando de raiva, pensei, mas respondi, é lindo, uma delícia, alguns dias melhores e outros piores, parei aí senão ia chorar mesmo, não bastasse isso comprei o chocolate, pelo menos isso, na saída tive que pagar o estacionamento, com as 50 horas que eu fiquei ali uma nota de 15 reais não justificava, juntei umas moedas e paguei agradeci com uma cara de vou morrer ali e já volto, chegamos em casa e pra não ter margem de erro, filme pra geral, o resto da noite foi o normal de cada dia, eles não queria jantar, nem tomar banho, e muito menos dormir, mas fizeram, assisti um seriado e dormi com a sensação de… de… ah deixa pra lá”

mujer-enojada

Por essas e outras que deixo uma dica, vive um dia de cada vez, um dia bom vale muito e um dia ruim vale a experiência, esse bate papo só começou, cenas de um próximo capitulo em breve.

Beijos em todas

Keila Silva

Anúncios

10 comentários em “” Como ela consegue? ” O dia a dia x4

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s