Descanso obrigatório

Do primeiro para o segundo filho estipulei uma regrinha em casa, depois do almoço todos na casa tinham que descansar.

A Zoe era bebe, Zion tinha 2 anos, sempre gostei de deixar o bebe escolher quando queria mamar, então era livre demanada pra Zoe, horários estipulados para o Zion, de almoço e descanso, todos os 3, Zoe no peito, Zion na caminha dele com alguns brinquedos e livros e eu, deitávamos para descansar, a Zoe dormia na maior parte das vezes, e o Zion por ser bem pequeno também dormia, eles não precisavam necessariamente dormir caso o corpo deles não tivesse necessidade, o que não era o caso, mas eles teriam que separar aquele tempo para se acalmar.

Os anos foram passando e a família crescendo, o cansaço pra mim foi aumentando, mas eu tinha algo a meu favor, a rotina da tarde, eu podia deitar nem que fosse meia hora, enquanto digito esta post, 3 crianças brincam em silêncio, entre 13 e 15 horas aqui em casa, não tem correria ou gritaria, eles desenham, lêem ou dormem.

Nos Estados Unidos é chamado de quiet time, tempo em silêncio, e é bem comum, fiquei surpresa quando cheguei no Brasil e vi a quantidade de maes e pais zumbis com tanto cansaço e crianças irritadas por serem estimuladas o tempo todo, não é regra, claro, existe vários tipos de criação e longe de mim exaltar a criação americana como a  melhor, nem é , bizarrices tem em todas as culturas, mas acho super válido aprender a como fazer ou no fazer com mães com culturas diferentes, sempre conto da minha amiga Bulgariana que me ensinou muito, ela tinha uma visão europeia, um jeito mais clássico de criação, estou longe de ter essa classe toda :), mas adaptei a minha família e aos nossos objetivos.

Uma preleitora famosa que trabalhava com crianças compartilhou um pouco sobre o quiet time em uma reunião de igreja sobre como trabalhar de forma eficaz com criancas, as dicas eram para os grupos e as poucas horas que as crianças iriam estar na igreja participando de atividades coletivas, e entrava mais a fundo com os pais, em como ajudar os filhos aprenderem a se concentrar, se entreter e aprenderem a lidar com os seua sentimentos, a longo prazo ajudar essas crianças a meditar e estudar.

Ela contava como na família dela a rotina do quiet time ajudou ela a ser criativa e se concentrar nela mesma, a se bastar, e que com os anos quando ela foi introduzindo novos hábitos, como o da meditação e oração foi bem mais fácil do que com o marido dela, que vinha de uma familia que era o oposto, ele sempre tinha a televisão ligada, nunca foi ensinado  a parar, ele era super estimulado, claro que com os filhos eles seguiram a linha dela e ele tentava cada dia a ser mais disciplinado.

20160322_143458

Diferentes temperamentos responde de diferentes formas, mas com 4 crianças com temperamentos completamente diferentes, todos eles conseguiram se adaptar a essa rotina, isso ajuda eles em outras ocasiões a se concentrarem e a se entreterem, por exemplo, tento sempre levar lápiz e papel para eles desenharem quando saio ou levo um  bonequinho, um joguinho simples, diversas vezes esqueço, e eles arrumam formas de se distrair, sem atrapalhar as pessoas ao redor, acho muito importante ensinar esse respeito ao próximo desde pequeno, sempre mostro pra eles ao redor e vou falando para eles prestarem atenção nas necessidades dos outros, se tem alguém no telefone próximo da gente peço que eles falem mais baixo em respeito a aquela pessoa ou saimos de perto,” nossa mais eles sao so criancas e as pessoas tem que entender“, eu entendo isso, mas é uma boa oportunidade de apredizado para eles, eu vejo adolescentes tão mal educados e sem o mínimo de noção, será que eles foram ensinados quando crianças? ou será que os pais acharam que educação vem com a idade? educação vem com ensinamento, se fossemos ficando mais velhos e mais educados não teria tanta gente mal educada, educação da trabalho, e mesmo pessoas que foram super bem educadas pelos seus pais quando chega a hora de educar os seus próprios filhos, eles reavaliam várias questões, se reinventam, quando educamos os nossos filhos, olhamos para dentro de nós e confrontamos em nós o que queremos confrotar neles, não é verdade? o que nos deixa loucos com os nossos filhos é o que a gente precisa mudar na gente.

Formas práticas de ajudar o seu filho a desacelerar e descanssar e a se ajudar também:

Comece com pequenos periodos de tempo, 15 minutos por exemplo, coloque um timer, e quando der o tempo vocês levantam e voltam a brincar, ou a fazer a atividade que for, vá aumentando o tempo gradualmente, cada família tem uma necessidade, as mães que ficam em casa são sugadas por várias demandas, um ciclo sem fim, 15 minutos a meia hora de descanso ajuda muito a mente a se focar de novo, sabe aqueles dias de agitação, tpm, as vezes confusão ou tristeza, ninguém falou que a maternidade era um mar de rosas, esses sentimentos e dias ruins acontecem nas melhores famílias, ter um tempinho pra recarregar as energias é essencial, em algumas épocas o meu corpo pedi um cochilo, as vezes um cafezinho e um pedaço de bolo e uns capítulos de um livro, mesmo que você fique no mesmo cômodo que o seu filho faça algo pra você se desacelerar e deixe ele descobrir o que ele precisa, crianças sabem seguir esses extintos melhor do que os adultos, talvez ele se acostume com esse tempinho até mais do que voce 😉

Não é mágica e pode levar algum tempo para que todos na casa se acostume, quando tinha ajudante todos os dias, no início ela não entendia tanto silêncio, colocava música ou assoviava, gente é incrível, nós, de um modo geral, não estamos acostumados com solitude, e solitude é um presente, não solidão, a solitude, de acordo com o wikipedia

Solitude é o estado de privacidade de uma pessoa, não significando, propriamente, estado de solidão.Pode representar o isolamento e a reclusão, voluntários ou impostos, porém não diretamente associados a sofrimento.

Estar em solitude é buscar a paz interior, a cada dia eu vejo que tem se tornando crucial a interação virtual, e com isso é preciso contrabalancear  tanta informação e necessidade de estar sempre no topo e a frente do mundo, é preciso, respirar e expirar, cheira uma flor, pisar na grama, sentir o vento bater, megulhar no mar, balançar seu filho no parquinho, pare 15 minutos e não faça nada, faz bem!

Anúncios

6 comentários em “Descanso obrigatório

    1. É difícil mesmo, tem dias que é tanta coisa pra fazer que 30 minutos parada me da o dobro de trabalho depois, mas se eu corro demais e não paro pra respirar fico uma pilha de nervos.
      Que bom que você gostou do texto, você sempre me empolga pra continuar escrevendo, guardo com carinho cada comentário seu.
      Beijos

      Curtido por 1 pessoa

  1. Como sinto falta da solitude. Sou uma pessoa que gosta e precisa ter momentos a sós todos os dias e confesso que a minha maior dificuldade materna é essa, ter momentos a sós, desacelerar, de ficar quieta. Adorei o post e vou tentar fazer o quiet time, gostei muito da ideia.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s